Como é o dia a dia de Théo e suas terapias


reputation.tooltip.user_level
Selo +1

Quando descobrimos que o Théo tinha síndrome de down, não sabíamos como seria, pois não tínhamos muito conhecimento do que era e como era.

Depois de pesquisar um pouco e conversarmos com algumas pessoas, descobrimos que ele precisava de terapia. Mas enquanto isso, percebemos que desde sempre ele era muito desenvolvido. Quando tinha um mês já conseguia sustentar a cabeça, e quem conhece a síndrome sabe que isso é quase impossível por conta da hipotonia muscular, uma coisa muito comum nos bebes com a trissomia 21.

Sempre teve uma força enorme nas pernas também, então decidimos nós mesmo estimulá-lo em casa e esperar. Ele estava indo super bem, se desenvolvendo como uma criança regular, até que chegou seus 6 meses, foi quando ele conseguiu ficar sentado sozinho.

Quando ele tinha 7 meses resolvemos que era a melhor hora pra procurar um fonoaudióloga e fisioterapeuta. Foi bem difícil, pois pelo SUS a fila pra fisioterapia era imensa, mas botamos mesmo assim. A APAE da minha cidade não tinha uma boa estrutura e pelo plano de saúde também não tinha vaga, então resolvemos pagar.

A fonoaudióloga conseguimos pelo plano e achamos uma clínica de fisioterapia perto da nossa casa com uma ótima profissional, porem era paga.

A nossa rotina era: duas vezes na semana fisio e uma vez a fono. Na época eu não trabalhava, então era mais fácil. Depois que começou a fisio, ele começou a evoluir mais ainda. Conseguia se apoiar e ficar de pé, conseguia se levantar de deitado pra sentado, começou a se arrastar pra pegar as coisas e quando fez 1 ano e 3 meses começou a engatinhar.

A gente já estava feliz demais, super satisfeitos e não estávamos tão preocupados com quantos anos ele ia andar. Umas duas semanas antes de entrar na creche, pra nossa surpresa, ele deu seus primeiros passos! E depois que entrou na escola, melhorou mais ainda.

E Então com apenas 1 ano e 4 meses, ele teve alta da fisioterapia. Mas não estávamos vendo resultado nenhum da fono, foi quando resolvemos procurar outra. Mas infelizmente não era pelo plano, mas com muita ligação e insistência, conseguimos que fosse reembolsada pelo nossa plano de saúde. Hoje em dia ele faz só a fono, mas na escola ele também é muito estimulado em outras áreas.

Essa da foto é sua fonoaudióloga, que ele ama por sinal rs.

0 Respostas

Seja o primeiro a responder!

Comentar

    • :D
    • :?
    • :cool:
    • :S
    • :(
    • :@
    • :$
    • :8
    • :)
    • :P
    • ;)