Sobre ser mãe


Eu sempre me questionei em relação às ser mãe, porque eu nunca pensei em "ter" filhos apenas, meu sonho sempre foi "ser" mãe. Sonhava gestar com saúde, parir no tempo certo, amamentar em livre demanda e educar da melhor maneira possível.

Meu marido e eu tentamos por mais de dois anos e nada, não engravidava de jeito nenhum sendo que todos os exames diziam que eu era completamente saudável. Ansiedade, esse era meu problema! Aquele sonho que me consumia me afastava da minha realidade e não me deixava viver o que eu tanto esperava. Decidimos desistir e no mês seguinte tudo mudou, me sentia bem mais tranquila, mais tranquila e leve e foi aí então que senti que algo estava diferente. Acordei em uma certa manhã e pensei:. Meu Deus, tô grávida!

Percebi que meu corpo começou a mudar, mas fui mantendo em segredo e tentando não deixar a ansiedade me tomar, comecei a sentir muita azia, um sono incontrolável, seios inchados e muita, muiiiita fome rsrs. Então chegou o dia da minha menstruação e nada, se passaram dois, três, até sete dias e nada! Pensei em falar com meu marido mas por medo de ser apenas um atraso esperei, não queria que ele ficasse frustrado mais uma vez. Esperei mais um dia e em meu pensamento esperaria dez dias de atraso pra fazer o teste. Então no oitavo dia, muita vontade de fazer xixi, depois de várias idas ao banheiro decidi fazer o teste.
Estava no trabalho, corri na farmácia e em seguida pro banheiro. Eis que me vi ali, aflita e ansiosa pra que aquela bendita listra aparecesse, e ela apareceu!

Comecei a chorar e escorreguei nas lágrimas que caíram, me ajoelhei e comecei clamar a Deus, agradecendo. Liguei pro meu marido e contei. Meu medo agora era o trabalho, estava no período de experiência e não tinha cara pra contar.
Logo tudo se acertou e seguimos. Comecei a me alimentar melhor, com intervalos menores e comidas mais saudáveis que o normal.

Então na semana seguinte ao resultado descobrimos que a benção era dobrada, dois bebês, esperávamos gêmeos!
Foi então que comecei uma busca incontrolável sobre amamentação, tipos de parto (eu sonhava com parto normal) e tudo que envolvesse o mundo gemelar.

Foi então que conheci grupos nas redes sociais que continham conteúdos incríveis sobre tudo o que eu precisava saber. Grupos esses que eram liderados por especialistas na área e recheados de mães e seus lindos relatos. Assim fui me enchendo de informações e estando pronta (teoricamente falando) pra ter meus bebês.

Tive uma gestação super tranquila, trabalhei, andei de ônibus, caminhei, fui à praia, viajei e só parei para repousar dez dias antes do nascimento deles. Não consegui o parto normal desejado porque os dois decidiram sentar rsrs, passei por uma cesariana no dia 24/01/17 e então descobri que ali nascia não só dois bebês, mas também uma mãe e um superpai!

1 Resposta

reputation.tooltip.user_level
Selo +4
Oie Raquel,

Ler seu texto me fez voltar à descoberta da minha gravidez. Ficamos tão bobas, de tanta felicidade, não é mesmo? Que mágico vivenciar tudo isso. E eu descobri que seria mamãe na véspera de dia das mães.

Quando descobri a gravidez também procurei por uma rede de apoio na internet. Queria compartilhar experiências, aprender sobre aquele momento maravilhoso que eu estava vivendo. Tanto que meu filho tem 2 anos e meio e ainda participo de grupos da época da minha gestação. Eu adoro!

Abraços e até logo :)

Comentar

    • :D
    • :?
    • :cool:
    • :S
    • :(
    • :@
    • :$
    • :8
    • :)
    • :P
    • ;)