Em meu ventre morou um anjo


Selo +1

Me chamo Jenifer, tenho 30 anos e sou mãe de 3, sendo o primeiro um anjo no céu. Eu sempre quis ser mãe e sonhava em ser mãe de menino.

Quando engravidei pela primeira vez e tive a descoberta do sexo, me senti realizada e abençoada. Miguel nome escolhido pelo pai, nome de arcanjo. Mal sabíamos que esse nome faria tanto sentido mais pra frente.

Minha gravidez foi de risco. Miguel tinha possibilidade de nascer com alguma síndrome, mas isso jamais foi um fardo ou medo pra mim. Estava tudo pronto para sua chegada, que estava prevista para 25/12/10. Ele era um bebê mais quietinho, se mexia pouco e eu mãe de primeira viagem, achava tudo normal. Até que no dia 8/11 fomos fazer uma ultra eu estava de 34 semanas e 5 dias.

Estava feliz pois um dia antes a família tinha se reunido e minha barriga ficava torta e achávamos que era ele mexendo. Quando entramos na sala e a Dra ligou a TV pra gente acompanhar a ultra, eu vi que ele estava cheio de líquido, sabia que tinha algo errado mas jamais pensei que ele estaria sem vida. A Dra foi muito delicada ao dar a notícia para mim, meu marido e sogra.

No momento que ela disse que Miguel estava morto, meu mundo e sonhos desabaram. Formou um buraco dentro de mim. Ele nasceu 9 horas depois de parto normal. Um parto difícil, doloroso demais e traumatizante. Eu só o vi na hora que nasceu e ele era lindo, tinha cabelos pretos (bastante cabelo por sinal), um furinho no queixo e um narizinho arrebitado, era perfeito.

Sair da maternidade de braços vazios é uma dor sem explicação, me senti mutilada com o coração em milhões de pedaços . Ir no velório e ver aquele caixãozinho branco foi demais pra mim, não foi assim que sonhei ver ele, parecia um pesadelo, era uma parte minha que ia junto.

Por 1 mês eu chorava, fugia de bebês e grávidas, pedia tanto a Deus pra me mandar outro filho pra essa dor ser mais suportável, pois eu estava sem vontade de viver sem forças.... Miguel foi e é muito amado, desejado eu sempre cantava pra ele as musicas da Isadora Canto, conversava e ele respondia com seus chutinhos leves.

Foram 8 meses vivendo dentro de mim, tempo suficiente pra ele saber que era amado. 4 meses depois eu engravidei do Davi Miguel e em 2014 do Leonardo.

O Miguel sempre me fará falta, meu coração sempre estará faltando um pedaço, mas sigo firme e forte por ele e pelos irmãos que precisam de mim, na esperança do nosso reencontro do dia em que finalmente poderei pegá-lo e dizer o quanto o amo.

Não posso esquecer que Deus e minha fé foram a base de tudo, das amigas virtuais que fiz antes e depois da perda, foram de extrema importância para que eu não me afundasse. E meu marido, que sempre ficou do meu lado.

Nesse ano Miguel faria 7 anos e estou em paz, guardo no coração as lembranças boas do tempo que o tive dentro de mim, ele me ensinou a ser forte e tenho certeza que ele olha por mim, pelo pai e pelos irmãos. Mãe de anjo nunca está só!

1 Resposta

reputation.tooltip.user_level
Selo +2
Olá, Jenifer!

Que lindo, Miguel com certeza sentiu todo esse amor que você teve por ele. E agora, resta saudade, não é mesmo?

Parabéns por ser essa super mãe!

Beijinhos e até logo!

Comentar

    • :D
    • :?
    • :cool:
    • :S
    • :(
    • :@
    • :$
    • :8
    • :)
    • :P
    • ;)